Tecnologia em roupas — vestíveis no sentido mais real

Project Jacquard, da Levi, em ação
Fonte: theinspirationroom.com

Algumas pessoas ainda estão aceitando o fato de que virtualmente todo mundo no planeta carrega um computador poderoso no bolso. A tecnologia de telefonia móvel, desde quando os usuários tinham “tijolos” ridiculamente maciços, tem dado saltos tão rapidamente que isso desafia a própria fé. Agora, computadores poderosos e portáteis são o que tem para hoje, e isso é incrível. Nós podemos acessar nossos e-mails de qualquer lugar, jogar em um cassino on-line na palma da nossa mão e surfar na web em um telefone móvel apenas um pouco maior do que um cartão de crédito!

Até onde isso pode chegar, todos perguntam. E a resposta é óbvia: ao invés de levarmos nossa tecnologia no bolso, por que não simplesmente a vestimos? Mas a tecnologia vestível já existe, não é? Na forma de smartwatches. Não, não estamos falando de tecnologia embutida direto na sua roupa. É o futuro da ficção científica que já lemos se tornando realidade, e se você pensou que computadores portáteis eram impressionantes, dê uma olhada em algumas das coisas que poderá vestir em breve.

Roupas repelentes de água

Nós chegaremos às roupas com computadores embutidos em um segundo, mas primeiro, vamos falar sobre roupas que utilizam uma nova tecnologia para repelir água. Uma jaqueta à prova d’água, você diz, não há nada de especial nisso, pois nós temos capas de chuva há séculos… Não, o que estamos falando é sobre uma jaqueta que literalmente repele a água de sua superfície de uma forma que pode fazer o seu queixo cair. A Apex Flex GTX é uma jaqueta que não permitirá que nenhuma água permaneça em sua superfície. O tecido permanecerá livre até de uma única gota de água, sempre.

O segredo é um revestimento à prova d’água conhecido como GORE-TEX, e sim, o nome talvez seja um pouco exagerado, mas o que ele consegue fazer é realmente impressionante. A substância flexível e extremamente à prova d’água aplicada a qualquer superfície significa que tal superfície permanece seca, não importa o que aconteça. O ponto negativo? O preço, é claro. A Apex Flex GTX não é barata. Mas como toda tecnologia emergente, enquanto ela fica mais famosa, o preço pode reduzir conforme a demanda for aumentando.

Roupas inteligentes

E aqui temos, por último, uma jaqueta que sincroniza com um smartphone e permite ao usuário controlar as funcionalidades do smartphone com gestos. Intitulada como a Google x Project Jacquard, da Levi, considera-se que essa peça de roupa seja costurada com vários filamentos de fibra inteligente. O que é fibra inteligente é o que todos perguntam, mas o que ela permite ao usuário fazer é operar um telefone móvel sincronizado através de gestos com os braços. Por exemplo, pausar uma música sendo reproduzida no telefone é tão simples como dar um pequeno toque no pulso da jaqueta.

Soa legal, mas não há como evitar que o sistema possa ficar um pouco confuso. Afinal, a jaqueta inteligente certamente não dirá a diferença entre movimentos intencionais e não intencionais. Pode-se presumir que haja medidas criadas para evitar isso, mas só vendo para crer quando as jaquetas começarem a ser comuns. Mas isso acontecerá, com o preço de R$ 1.250 por uma jaqueta de brim?

Exploração de vestimentas avançadas

E agora chegamos na verdadeira loucura. O que faz uma peça de roupa ser de alta qualidade, você pergunta. Tecido decente, costura forte e trabalho de qualidade? Errado. O que faz uma roupa ser de alta qualidade é criá-la a partir de um único filamento de tecido contínuo. Espera, o quê? Por quê?

A Adidas criou um sistema que tece roupas a partir de um único filamento de tecido, no que parece ser um processo muito complicado. E, apesar de ter muito orgulho disso e se dispor a explicar em detalhes como o processo funciona, a Adidas é mais lenta em explicar o porquê disso ser benéfico de qualquer forma.

Em ambos os casos, a tecnologia para isso existe, apesar de, ao ver uma roupa sendo criada dessa forma, alguém se perguntar por que eles causaram tanto alvoroço. Chamada de AAE 1.0, ela parece muito com uma camiseta, nada mais.

Nanotecnologia

A palavra supracitada está apenas arranhando a superfície da tecnologia que existe agora. Mas até onde essa tecnologia chegaria no futuro? Nanotecnologia. Provavelmente é uma palavra que alguns conhecem, dada sua aparição em várias histórias de ficção científica. Mas a nanotecnologia não é mais ficção científica, e em breve aparecerá em nossas roupas.

O que é isso? Engenharia em nível molecular, com um potencial inteiramente complexo. Consegue imaginar um tecido flexível que seja tão forte quanto o aço? Ou que tal uma substância transparente e flexível que seja à prova de balas? Com nanotecnologia, é teoricamente possível. Agora, em sua infância, a Nanotex, uma empresa atual, está trabalhando para tornar essas coisas possíveis para que o futuro dos vestíveis ainda seja algo para o qual precisemos nos preparar para explorar.

Fontes: